Como ser Sustentável no Ambiente Corporativo

Vivemos em uma época em que o cuidado com a natureza, evitando desperdícios de recursos e reduzindo produção de resíduos, não é mais um diferencial e sim uma necessidade para garantir a manutenção do nosso planeta para as próximas gerações. Por isso, é vital que a sustentabilidade seja colocada em prática em qualquer lugar, de casa até o trabalho.

Existem várias medidas que as empresas podem utilizar para tornar seu ambiente corporativo sustentável, desde atitudes rotineiras até mudanças no projeto arquitetônico.

 

O conceito de sustentabilidade

Sustentabilidade é o conjunto de ações humanas realizadas com o intuito de preservar a natureza, equilibrando entre abastecer as necessidades atuais e zelar pelos recursos para as gerações futuras. É continuar com uma boa qualidade de vida hoje, mas com consciência para não danificar o meio ambiente. O uso da inteligência e da tecnologia é o que permite o desenvolvimento de técnicas e ferramentas para não gastarmos a mais do que o planeja consegue prover, para substituirmos os recursos naturais por alternativas sustentáveis e para produzirmos menos resíduos. Em suma, sustentabilidade é equilíbrio, respeito ao nosso planeta e pensamento em longo prazo.

 

Atitudes de uma empresa sustentável

Água: um dos recursos com mais riscos de escassez no nosso planeta, por isso é vital evitar o desperdício dela. Utilizar sistemas de tratamento de água evita que água limpa acabe poluída e certos tipos ainda podem ser reaproveitados para mais de uma utilização. A água usada na pia pode ser usada para dar descarga e equipamentos de canalização de água da chuva podem acumulá-la e tratá-la para ser usadas para regar plantas ou limpar calçadas, por exemplo.

Energia elétrica: muito utilizada em qualquer empresa, usar um esquema inteligente para economizar luz e energia também reflete diretamente em economia financeira nessa área. Para isso, aproveite mais a luz natural com janelas, troque lâmpadas comuns por LEDs (gastam menos energia e duram mais), use sensores de presença para apagar luz em ambientes vazios, e desligue aparelhos eletrônicos em desuso (deixar em stand by ainda consome energia). Se o local permitir, invista em painéis solares para produzir uma energia extra e cortar ainda mais os gastos.

Materiais rotineiros: tenha uma política para evitar desperdício, principalmente de materiais mais usados, como papéis e copos de plásticos. Para consumo de café, água e refeições, evite copos e talheres de plástico e promova que os funcionários usem garrafas e canecas próprias para gerar menos resíduo. Para o papel, passe a compartilhar documentos e informações eletronicamente, em vez de imprimi-los constantemente. Para o consumo inevitável, faça o descarte correto com lixeiras com separação para reciclagem e estimule que todos os colaboradores as utilizem corretamente.

Móveis: a mobília corporativa também pode respeitar conceitos sustentáveis. Compre móveis com madeiras e materiais reciclados, busque móveis antigos reformados e dê preferência à manutenção do que já tem ao invés da compra. Se for descartar um móvel sem utilização ou quebrado, faça-o adequadamente, doando para quem necessita ou entregando para empresas especializadas.

Arquitetura especializada: para um trabalho completo, contrate o serviço de arquitetos especializados na sustentabilidade. Assim poderá usar sistemas mais complexos para economia de recursos, com materiais corretos e equipamentos de grande escala, e tornará o ambiente corporativo totalmente sustentável. Isso demanda um investimento maior, mas os resultados também serão mais eficientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat