Cheiros e Sons na Hora de Planejar uma Loja

Planejar uma loja é um processo complexo. É preciso adquirir os produtos, contratar funcionários, criar o design da marca e pensar na decoração de todo o ambiente. Além disso tudo, ainda existem outros fatores que são constantemente deixados de lado por empreendedores: os cheiros e sons da sua loja.

Apesar do valor do visual, outros sentidos são igualmente importantes para criar a identidade da sua loja. Mais do que um luxo, eles são aliados indispensáveis para conquistar clientes e vender mais. Entenda a importância de utilizar os cheios e sons na hora de planejar uma loja:

Marketing sensorial impacta clientes

A exploração de todos os sentidos em uma loja é o que chamamos de marketing sensorial. É investir em agradar o cliente em todos os cinco sentidos como forma de estratégia de vendas. Utilizar cores e iluminações que transmitam mensagens com um olhar, escolher um aroma que se associe com seus produtos, ter trilha sonora que agrade o seu público-alvo, utilizar elementos táteis – nos produtos ou elementos da própria loja, como tapetes macios ou tecidos diferentes – que causem curiosidade e chamem a atenção. E, porque não, oferecer um café ou bala para estimular o paladar enquanto fazem as compras.

A primeira impressão é sensorial

A experiência sensorial do consumidor é um dos responsáveis pela formação da primeira impressão dele sobre um novo estabelecimento. Uma boa experiência sensorial pode ser positiva ou negativa, dependendo do seu impacto. Por isso é tão importante investir em estudos para não errar na escolha.

Colocar uma música qualquer em volume inadequado e som de má qualidade fará com que o consumidor não aguente ficar na loja, enquanto um cheiro muito forte ou ruim gera repulsa, por exemplo. Por outro lado, uma música agradável fará com que o cliente não sinta o tempo passar e um bom aroma pode resgatar memórias alegres e ser lembrado positivamente.

Fortalece a identidade da loja

Uma boa identidade sensorial é aquela que acompanha a loja a todo tempo. Mesmo nas franquias e eventos, os cheiros e sons típicos devem continuar mantendo o mesmo padrão. Dessa forma, as pessoas se acostumarão com aqueles cheios, sons e sensações e associarão diretamente ao seu estabelecimento.

Nesse quesito, os cheiros são particularmente potentes, já que os receptores olfativos captam esses sinais e os levam diretamente para o sistema nervoso central. A memória olfativa é capaz de trazer à tona boas memórias e emoções, além de criar lembranças e laços emotivos com a loja que propõe essa experiência única. Dessa forma, a identidade da loja se fortalece e não será esquecida pelos clientes tão cedo.

Planejar uma loja faz parte do conforto do cliente

O conforto em um estabelecimento é essencial para agradar a qualquer potencial cliente. Além de corredores espaçosos e poltronas confortáveis nos provadores, o conforto olfativo e auditivo também deve ser considerado. Ninguém sentirá a vontade de ficar em um lugar com cheiro desagradável ou uma música que não lhe agrada. Por isso, a chave é pensar na experiência do cliente, focado no seu público-alvo, já que não dá para agradar todos.

Realize estudos de tempo de perfil dos consumidores e de tempo de permanência na loja até chegar ao denominador comum que agrade. Por exemplo, um ambiente com acústica confortável, em estilo e volume da música, pode aumentar o tempo de permanência e estimular que ele gaste mais dentro da loja. Um cliente confortável é mais fácil de ser fidelizado.

Para que todos esses requisitos sejam cumpridos é preciso contar com a experiência de um escritório de arquitetura especializado. Somente um arquiteto pode projetar sua loja com excelência!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat